Conteúdo exclusivo para membros da área da saúde. Faça login abaixo ou Crie sua conta

[SBACV PE] Embolização Percutânea De Pseudoaneurisma Femoral Guiada por USG.

Palestrante:

Dra. Gabriela Buril

Titulo de especialista em Cirurgia Vascular, Angiorradiologia e Cirurgia Endovascular pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, especialista atuação em Radiologia Intervencionista e Angiorradiologia pelo Colégio Brasileiro de Radiologia

Comente (7)

  1. Parabéns Gabriela!
    Importante método de tratamento para as lesões pós arteriografia. Rápida resolução, baixos índices de complicações e excelente resolutividade.

    1. Sim. Quanto ao tamanho, não se deve embolizar pseudoaneurismas com menos de 1 cm, pelo risco aumentado de embolização distal. Pseudos entre 1 e 2 cm, indica-se um tratamento conservador, se possível, antes de usar a trombina. Esses últimos costumam trombosar espontaneamente com o repouso.
      Quanto ao colo, o mais importante é a relação largura x comprimento. Colos largos e estreitos têm maior risco de embolizar distalmente, enquanto colos longos e estreitos são mais seguros. Espero que tenha esclarecido suas dúvidas!

Deixe seu comentário