Conteúdo exclusivo para membros da área da saúde. Faça login abaixo ou Crie sua conta

[DHA TV] Estratégias para melhor adesão do tratamento medicamentoso da Hipertensão

Dr. Antônio Carlos de Souza Spinelli

Professor de Cardiologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
Cardiologista do Cardiocentro Natal RN

Comente (14)

  1. Prof Spinelli
    Então você é adepto à múltiplas drogas em dose única ?
    Os nossos clientes são portadores de múltiplas patologias, digo que é melhor mais atenção e explicar o porquê ele ingere tanto remédio.
    Orientação quanto a MEV, alimentação eu adoto as palavras do Dr Adbi Jateni, quando não puderes mais o que fazer, dê carinho e atenção ao seu cliente.Isso melhora muito

  2. Meu caro Eduardo Coimbra, agradeço muito sua colaboração. Realmente muitos dos pacientes que acompanhamos necessitam de uma terapêutica que requer a utilização de vários fármacos, o que torna quase impossível agrupa-los em uma ou duas tomadas diárias, entretanto, o fator medicamentos participa apenas de uma das dimensões da adesão ao tratamento.

  3. Prof. Spinelli, a adesão ao tratamento da hipertensão arterial, apesar da elevada importância, geralmente é subestimado pelos médicos.
    Como você esclareceu, além da orientação verbal, é recomendável a orientação do tratamento não farmacológico por escrito na receita. A prescrição dos exercícios físicos deve incluir: tipo, frequência, duração e intensidade. Fazer a orientação dietética específica para a hipertensão arterial. Estabelecer meta, incluindo objetivo, valor e prazo, para redução do peso corporal nos obesos é muito importante na adesão ao tratamento. Parabéns pela excelente apresentação.

  4. Prezado, a objetividade presciritiva é um dos pontos que facilitam a adesão ao tratamento,
    o uso de combinações fixas também me parece que tornam mais eficazes o aceite pelo paciente.
    Parabéns pela apresentação

  5. meu caro Spinelli tema pertinente e aula bem esclarecedora; além de orientação dietética, medicamentos de combinação fixa, poucas tomadas dia, drogas de melhor tolerabilidade; nada impacta mais no sucesso do tratamento do que a confiança do paciente no seu médico; parabéns pela apresentação…

  6. Meus caros Leandro, Julizar, João Mariano e Wildenberg agradeço a avaliação favorável da minha apresentação e aproveito para parabeniza-los pela destacada atenção que vocês dispensam a um assunto de enorme relevância na prática médica e tantas vezes relegado a um segundo plano. Tenho certeza que os pacientes atendidos por vocês devem se beneficiar muito com essa visão especial que percebi em todos.

  7. Prezado Spinelli, a responsabilidade da adesão ao tratamento farmacológico e não farmacológico deve ser dividida com o paciente, como vc bem frisou, acho a informação uma aliada tão importante quanto a qualidade de um medicamento. Um paciente que conhece a sua doença, que recebe orientações “repetidas” vezes em uma consulta, que é checado sobre “quantos comprimidos tomou até agora?”vai ter melhor adesão.
    Parabéns pela excelente apresentação!

  8. Parabéns professor Spinelli, pela brilhante aula sobre um tema de relevância no cuidado com o paciente hipertenso. É sem dúvida de grande importância a adesão ao tratamento, especialmente, pelo número crescente de pessoas com IRC.

  9. Excelente aula Dr.Spinelli. Muito pratica e esclarecedora. Infelizmente no nosso pais, a adesao ao tratamento da Hipertensao e muito baixa, por varios fatores socio-economicos ,cabe a nos medicos , descobrir a melhor estrategia para melhorar essa adesao. Sua aula deu algumas dicas importantes. Parabens.

Deixe seu comentário